« Voltar

"Tenho muito orgulho de fazer parte dessa família que é a equipe de Patrimônio"

Marta dos Santos é coordenadora de Patrimônio da SES-RJ

Oração e fé são os alicerces da coordenadora de Patrimônio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) para superar os desafios do dia a dia. Marta Santos, que é servidora há mais de 30 anos, relata que sua equipe é uma verdadeira família e que tem muito orgulho do trabalho que fazem, dando suporte a todas as unidades de saúde do estado do Rio de Janeiro. Ela fala também do grande aumento de demandas durante a pandemia, período em que toda a sua equipe permaneceu atuando diretamente no apoio ao enfrentamento da Covid-19.

Marta ingressou no serviço público em 1988 e, desde 1991, está na Secretaria de Estado de Saúde do RJ. Passou por diversos setores, entre eles, o antigo DPI (Departamento do Patrimônio Imobiliário do Estado), Farmácia, Contratos e Faturamento. Desde 2007, atua na área de Patrimônio, cuidando, entre outras tarefas, do inventário de bens das unidades, prestação de contas, doações e cessões para os municípios. E é nesse setor que ela se diz feliz e realizada. “Tenho muito orgulho de fazer parte dessa família que é a equipe de Patrimônio. Se a pessoa quiser se sentir bem, venha para o Patrimônio. É uma família, dividimos tudo, é um lugar abençoado”, afirma em tom de agradecimento à equipe.

Ela segue destacando que os profissionais do setor foram fundamentais nos últimos meses, quando receberam um grande aumento do volume de trabalho, devido à necessidade de acompanhar a alocação e movimentação de novos equipamentos nas unidades de saúde do estado durante a pandemia. Na linha de frente e tendo que atuar diretamente junto às unidades, ela afirma que toda a equipe teve contato com o vírus Sars-CoV-2, conforme indicado por exame do IgG,  mas se diz aliviada por ninguém ter apresentado qualquer sintoma da doença.

Quanto às alterações na sua rotina, Marta afirma que sente falta das viagens, de sair com os amigos, ir a restaurantes, entre outros momentos de descontração. Mas ela aponta uma atividade que mais sente falta: “Assim que tudo isso passar, a primeira coisa que quero fazer é ir a igreja e agradecer por ter superado esse momento tão difícil”, garante.

Texto e foto: SES-RJ

Esta matéria faz parte do projeto do Portal do Servidor que contará histórias de servidores públicos com o intuito de representar todos os cerca de 200 mil que trabalham servindo à sociedade e não pararam com a pandemia da Covid-19. Queremos deixar o nosso MUITO OBRIGADO e exaltar o quanto temos orgulho de ser servidor público. Saiba mais clicando aqui.